Conecte-se conosco

Geral

Capturados mais 59 escorpiões-amarelos no Centro Histórico de Porto Alegre

Publicado em

em

Em nova operação noturna realizada no Centro Histórico de Porto Alegre, agentes da Secretaria Municipal da Saúde (SMS) capturaram mais 59 escorpiões-amarelos. Os exemplares do animal venenoso estavam dentro de caixas de luz e telefonia na Praça Dom Feliciano e ruas como a Andradas, Senhor dos Passos, Annes Dias, Pinto Bandeira e Otávio Rocha.

A busca demandou apenas duas horas de trabalho, o que confirma a alta incidência. Dessa vez o serviço contou com apoio de um biólogo e outros profissionais especializados, além de funcionários do Departamento Municipal de Água e Esgotos (Dmae).

Trata-se do perímetro com maior número de capturas da espécie na capital gaúcha. Somando-se os resultados das outras nove ações desse tipo realizadas ao longo do ano (incluindo outros bairros), foram recolhidos 359 animais.

Também foram notificados seis incidentes, ou seja, situações em que a pessoa é picada e necessita atendimento médico. Na lista estão dois casos no Centro Histórico, dois no bairro Mário Quintana e dois no bairro Anchieta, ambos localizados na Zona Norte.

Detalhes

O escorpião-amarelo tem veneno altamente tóxico, capaz de matar um ser humano – especialmente crianças, idosos e indivíduos com comorbidades. A picada é dolorosa e faz com que o veneno se disperse pelo corpo, podendo causar náusea, vômito, salivação e taquicardia.

Um exemplar adulto tem cerca de 7 centímetros e sua biologia é peculiar: não existem machos da espécie – a fêmea vive em média quatro anos e se reproduz pelo processo chamado “partenogênese”, em média duas vezes por ano e com 20 filhotes por vez (160 durante a vida).

Seus locais preferidos são ambientes frescos e escuros, como frestas de paredes e pisos, restos de materiais de construção e demolição, ralos, esgotos, encanamentos e caixas de hortaliças. Dentro de casa, podem se alojar em calçados, cortinas e roupas de cama. Não costumam atacar, mas se defendem quando se sentem ameaçados.

Cuidados

– Manter os ambientes sem entulho ou lixo, bem como providenciar a correta separação e destinação de resíduos, pois as baratas são um dos alimentos preferenciais dos escorpiões.

– Limpar ralos, pátios e cozinhas.

– Fechar frestas em paredes, móveis e rodapés.

– Utilizar telas nas aberturas dos ralos.

– Manter camas e berços afastados da parede.

– Evitar que lençóis toquem o chão.

– Verificar o interior de calçados, toalhas e roupas antes de usá-los.

– Utilizar luvas grossas e sapatos fechados para manuseio de entulhos e atividades de limpeza em geral.

FONTE: O SUL

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *