Conecte-se conosco

Geral

Exportações da indústria sofrem forte queda no Rio Grande do Sul

Publicado em

em

Com retrações tanto nos preços (-6,3%) quanto nas quantidades comercializadas (-18,2%), as exportações da Indústria de Transformação no Rio Grande do Sul atingiram US$ 1,2 bilhão em novembro, queda de 23,4% na comparação com o mesmo mês de 2022.

“A queda nas quantidades exportadas é preocupante visto que sinaliza menor demanda externa pelos produtos industriais gaúchos, um claro sinal de um mercado externo menos aquecido”, afirma o presidente da Fiergs (Federação das Indústrias do Estado do Rio Grande do Sul), Gilberto Porcello Petry.

Com base nos resultados divulgados pela Secretaria de Comércio Exterior do Ministério do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços, a Fiergs destaca que esse é o sétimo mês consecutivo em que há recuos nos preços dos produtos industriais, refletindo uma negociação de preços mais apertada aos industriais gaúchos.

Mesmo que, em novembro de 2022, a receita estivesse em um patamar atipicamente elevado (havia subido 20,1% na comparação com o mesmo mês de 2021), no acumulado de 2023, entre janeiro e novembro, as exportações da Indústria de Transformação no RS também registram queda, de 5,4%, frente ao mesmo período do ano passado.

Dos 23 segmentos exportadores da Indústria de Transformação gaúcha, somente nove apresentaram incremento em suas receitas em novembro. O segmento com maior faturamento no mês, o de Alimentos, apresentou receita de US$ 350,4 milhões (-US$ 78,4 milhões ou -18,3% em relação a novembro de 2022), com preços caindo 8,7% e quantidades, 10,5%. As vendas externas foram especialmente do ramo de abate de aves (para a Arábia Saudita), de fabricação de óleos vegetais em bruto (França) e do abate de suínos (China).

Em segundo lugar, Tabaco apresentou faturamento de US$ 139,6 milhões, queda de US$ 172,9 milhões ou menos 55,3%. Em novembro, a variação interanual do índice de quantidades surpreendeu negativamente, com recuo de 59,3%, enquanto preços médios aumentaram 9,7%.

O terceiro segmento com maior destaque em novembro, o de Químicos, apresentou faturamento de US$ 117,3 milhões (-US$ 9,1 milhões ou -7,2%). Preços médios dos produtos exportados apresentaram retração de 18,8%, enquanto as quantidades caminharam na direção contrária, expandindo-se 14,2%.

Importações

O Rio Grande do Sul importou US$ 1 bilhão em produtos estrangeiros, em novembro, baixa de US$ 472 milhões, menos 32%, frente ao mesmo período de 2022. A maior parte da demanda do Estado centrou-se em produtos provenientes da Indústria de Transformação, US$ 883,7 milhões, queda de US$ 167 milhões. O segmento de Químicos foi o de maior destaque, com US$ 316,8 milhões em compras, especialmente de intermediários para fertilizantes (do Marrocos) e de adubos e fertilizantes (Nigéria).

FONTE: O SUL

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *