Conecte-se conosco

Esporte

Inter promete priorizar o Campeonato Brasileiro em 2024

Publicado em

em

Colorado não conquista o nacional desde 1979 e foi vice em cinco oportunidades desde que o torneio adotou o formato dos pontos corridos

O Campeonato Brasileiro será a principal prioridade para o Internacional em 2024. Com a ausência da Libertadores no calendário, o presidente Alessandro Barcellos planeja transformar cada uma das 38 rodadas em finais, almejando uma média de 35 mil torcedores por jogo no Beira-Rio.

Para garantir condições de disputar e conquistar o título inédito nos pontos corridos, encerrando assim um longo período sem conquistas, o clube gaúcho está ativamente envolvido no mercado em busca de reforços para fortalecer a equipe e construir um grupo altamente competitivo.

“Em 2024, priorizaremos o Brasileirão. Fará 45 anos que o Inter não ganha”, destacou o presidente.

Para alcançar esse objetivo, as atuais movimentações no mercado são cruciais. O Internacional reconhece que o time titular possui qualidade para competir em alto nível; no entanto, também admite a necessidade de peças de reposição para lidar com possíveis lesões, suspensões e convocações. Vale ressaltar que o Brasileirão não será interrompido durante a Copa América de junho e julho.

A promessa de uma abordagem agressiva no mercado está gerando expectativas. Barcellos assegura que investirá até 9 milhões de euros (aproximadamente R$ 50 milhões) na aquisição de jogadores para “enfrentar o calendário”. O objetivo é fortalecer todos os setores da equipe e proporcionar mais opções ao treinador.

O departamento de futebol, por ora, anunciou apenas a renovação com Coudet. Os dirigentes trabalham para efetivar contratações. Robert Renan, Nández, Jean Lucas, Rafael Borré e Lucas Alario têm conversas com o clube gaúcho. Anúncios devem ocorrer a partir de 2024.

“Temos que transformar as 38 rodadas em 38 finais. Por isso, buscaremos novos jogadores para enfrentar o calendário. Teremos um trabalho muito forte de buscar o campeonato”, assegurou Barcellos.

O anseio de conquistar o Brasileirão está associado a um plano ambicioso: alcançar uma média de 35 mil espectadores por jogo no Beira-Rio. Durante a edição de 2023, o Internacional atingiu essa marca em apenas cinco ocasiões, encerrando a competição com uma média de 26.403 torcedores por partida.

“Valorizaremos a Sul-Americana e o Brasileirão. Calendário cheio, 38 rodadas. Conectar o torcedor ao desafio. Colocar 35 mil pessoas de média no Brasileirão. Começaremos no primeiro jogo, que vale o mesmo do que o último. Vamos mobilizar a comunidade colorada. Manteremos direção, comissão, jogadores e torcida unidos”, completou.

Já se passaram 44 anos desde a última conquista na principal competição do País. O Internacional, tricampeão, não levanta o troféu do Brasileirão desde 1979, quando Jair, Falcão e Valdomiro lideraram o time rumo a uma conquista invicta.

Sob o formato atual de disputa, o Inter alcançou o segundo lugar em 2005, 2006, 2009, 2020 e 2022, além de enfrentar o rebaixamento em 2016. Na última edição, a equipe terminou em nono lugar, somando 55 pontos, ficando 15 pontos atrás do campeão Palmeiras. A prolongada ausência de títulos incomoda e serve como combustível na busca pelo tão desejado tetracampeonato.

O time gaúcho terá Gauchão, Copa do Brasil, Brasileirão e Sul-Americana no calendário de 2024. A reapresentação do elenco está prevista entre os dias 6 e 8 de janeiro no CT Parque Gigante.

FONTE: O SUL

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *