Conecte-se conosco

Brasil

“Jogo do Tigrinho”: influencer presa em operação contra apostas ilegais revela que continua faturando com jogos on-line e pretende ser dona de plataforma virtual

Publicado em

em

Noelle Araújo é investigada por suposto esquema de apostas que deixou mais de 10 mil vítimas.

A influenciadora Noelle Araújo, que passou cinco dias presa após se entregar à polícia na operação “Truque de Mestre”, que investiga esquemas de jogos de azar no Pará, afirmou em postagem no Instagram, que segue fazendo apostas no “Jogo do Tigrinho”. Por meio dos stories, Noelle revelou que ganhou R$ 10 mil em apostas e usou o dinheiro para custear as festividades de Réveillon. No vídeo, ela aparece entusiasmada e revela que deseja ser dona de uma plataforma de jogos.

A defesa de Noelle informou que ela foi liberada da prisão sem medida cautelar, diferente das condições de soltura dos demais envolvidos, que estão proibidos de usar as redes sociais.

De acordo com as investigações, o esquema junto aos influenciadores funcionava deste modo: a cada 100 “aliciados”, cada influenciador recebia R$ 1 mil.

A ex-garota de programa é apontada pela polícia como principal alvo da investigação por supostamente ter feito 10 mil vítimas no esquema de apostas on-line. Ela chegou a movimentar R$ 20 milhões no esquema que aliciava pessoas on-line para o site de apostas.

Além de Noelle, outras seis pessoas tiveram prisão revogada pela Justiça e foram soltos para responder em liberdade, cumprindo medidas como proibição de usar as redes sociais. Uma oitava influenciadora, Rayssa Rerbary também estava presa, em Recife (PE).

As investigações continuam e a Polícia Civil segue os trabalhos para prender mais quatro pessoas que tiveram os mandados de prisão expedido e não foram encontradas: Ingrid Naiane Silva da Silva; Lucas Tavares Lobo; Hellen Mayara Oliveira Borges; e Lorrany do Socorro Almeida de Souza.

Operação 

Segundo as investigações, os influenciadores ganhavam dinheiro para incentivar os seguidores a fazerem apostas em plataformas de jogos de azar, ilegais aqui no Brasil. Alguns compraram casas de luxo em condomínios de Belém e veículos importados, segundo a polícia.

A operação começou há quatro meses, quando uma vítima compareceu à Seccional do Comércio, na capital paraense, e relatou que perdeu R$ 15 mil. De acordo com a vítima, ela teria ganho R$ 400 mil no jogo mas, ao tentar sacar o valor, foi bloqueada no site de apostas.

Comemoração

Em vídeos postados pela rede social, Noelle comemora a aprovação da Lei 14.790, que regulamenta apostas esportivas e jogos online no Brasil. De acordo com o decreto, aprovado pelo presidente Lula, incidirá Imposto de Renda, de alíquota de 15%, sobre os ganhos de apostadores. Já para as empresas, a taxação será de 12% do valor arrecadado após deduções. Haverá isenção para premiação de até R$2.112.

O texto também estabelece que, para atuar no País, as empresas de apostas online terão de pagar R$ 30 milhões para obter a licença de operação.

Com a legislação, Noelle revelou que gostaria de se tornar dona de uma plataforma on-line. “Já até acionei algumas pessoas aqui. Para ter uma plataforma legalizada no país tem que pagar o imposto de R$ 30 milhões para o governo federal. Para o quê movimenta uma plataforma […] se juntar 10 pessoas, com R$ 3 milhões cada uma, acabou. Quero ser dona de uma plataforma agora.”

Quem é Noelle Araújo

Noelle administrava uma casa de swing usada para lavagem do dinheiro obtido com as apostas, segundo as investigações. Antes disso, ela ganhava a vida como acompanhante de luxo e compartilhava o trabalho nas redes sociais. Com o retorno às redes sociais, o perfil de Noelle contabiliza mais de 150 mil seguidores.

Segundo as investigações da polícia, a paraense é apontada por lavagem de dinheiro através da micro-empresa, a Palazzo Rêsto Club, um estabelecimento de entretenimento adulto, localizado em Belém. O local é avaliado em R$ 250 mil e a influenciadora é uma das sócias-administradoras.

FONTE: O SUL

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *